#Corpo e Alma do Uke

Essa entrevista com Seki Sensei foi realizada por uma revista japonesa de Aikido. Reproduzimos aqui o conteúdo dessa entrevista, traduzido para o português à partir de uma tradução prévia para o inglês. (notas de tradução para o português)

Revista Aikido Tankyu : “Metade da prática (keiko) do Aikido está no Uke. Nós perguntamos à um Shihan (Instrutor) do Hombu-Dojo com o que nós devemos nos preucupar durante a prática, para que ela seja frutuosa”.

Na prática do Aikido, não apenas o Nage, mas tanto o Nage quanto o Uke, realizam uma técnica através da ajuda mútua. A razão para isso, é que o movimento que você quer alcançar é muito difícil de realizar na sua primeira tentativa. O Nage pratica com as respostas gentis do Uke, de novo, e de novo, e então o Nage irá progredir pouco à pouco para fazer um movimento ideal.

Então, eu quero que o iniciante se acostume à ser projetado. Normalmente, ser projetado por alguém não é uma boa experiência, porém é necessário gostar de ser projetado para continuar a prática. Para isso, o Nage deve tomar cuidado para projetar o iniciante sem AQUIIIIIIII estimular seu medo. O instrutor precisa cuidadosamente observar o comportamento dos estudantes e se o treino se tornar perigoso, ele deve interferir, dando um conselho, ou pedindo cuidado. A responsabilidade do instrutor é muito importante.

Para o iniciante, é importante lembrar o quanto antes ROUGHLY o movimento (desenho) das técnicas de Aikido. Se alguém diz que ele deve cair, um iniciante não entende porque isso é necessário. Se você puder entender a relação entre a queda e a técnica, então é fácil de adivinhar qual tipo de ukemi é necessário. “Realizar ukemi, só pelo ukemi” não ajuda no progresso da técnica do ukemi.

Durante a sua evolução no Aikido, é necessário ter a capacidade de ser Uke para diferentes tipos de Nage, que podem possuir velocidades, e força diferentes. Como o Uke não pode existir sem os movimentos do Nage, o Uke deve se mover sem bloquear estes movimentos. O uke deve adaptar seus movimentos para cada ocasião.

Isto será relacionado com o método da prática. Não é uma boa prática o uke tentar segurar demais. Como a prática do Aikido costuma ser feita com técnicas pré-definidas, o próximo movimento é conhecido. É fácil bloquear o movimento nessa circunstância. Mas isso não gera um bom progresso.

A não ser que seu objetivo seja derrubar ou nocaltear, isso não funciona. Com frequência, eu vejo pessoas que travam o movimento do Nage dizendo que isso está ensinando e treinando o Nage, mas isto não é uma boa maneira de praticar. Afinal, é necessário se mover mesmo quando o corpo não mais funciona corretamente devido à idade. Para a prática, é melhor ser Uke sem fazer muitos comentários do que explicar demais. Ele (nage) também vai ao Dojo para treinar, e isto não o ajuda.??????

Pessoas habilidosas podem se lembrar de duas ou três técnicas por dia, mas apenas o procedimento (desenho) das técnicas. Mesmo que você saiba o procedimento (desenho), você não poderá entender a sensação (sentimento) da técnica, sem ser Uke. Através de muita experiência como Uke de pessoas idosas ou pessoas jovens, você pode entender se os seus movimentos como Nage são bons ou não.

Skillful persons may remember two or three techniques par day, but only the procedure of techniques. Even you know the procedure of technique, you cannot understand the feeling of technique without doing Uke. By many experience of Uke with senior person or with junior person, you can understand your Tori movement was good or not. In the practice, doing Uke with respect counter person, it result bring out the Tori’s best. When you do Uke, if you feel Tori’s movement is good, you can try that method when you do Tori. Repeating and accumulating such things are the every day’s practice.

o corpo

Apart if your goal is tackling and knock down but to acquire good movement, it does not work. I often see a person who block the Tori’s movement saying this is teaching and training the Tori, but this is not good way of practice. After all, it is necessary to move even the body does not respond with your age. For the practice, it is better doing Uke without comment than too much explanation. He comes to Dojo for practice as well; it does not help himself.

This will be related to the practice method. It is not good practice if Uke tries to hold on too much. Because Aikido’s practice is pre-defined techniques, next movement is known. It is easy to block the movement in this circumstance. But that does not lead to good progress.

In the Aikido’s practice, not only Tori but Tori and Uke achieve one technique helping each other. Why say this, because the movement you want to achieve is very difficult to do at first try. Tori makes practice with Uke’s gentle response again and again, and then Tori will progress little by little to make ideal movement.

So, I want the beginner to become get use to be thrown. Normally, it is not good experience to be thrown by someone, but it is necessary to enjoy to be thrown to continue the practice. For that, Tori have to take care to throw the beginner not giving scary feeling. Instructor needs to watch students’ behavior carefully and if it becomes dangerous, he needs to give advice or give caution. The responsibility of instructor is very important.

Depends on how you do Uke, the quality of practice will be very different. We asked Shihan (Instructor) of Hombu-Dojo what we have to take care during the practice to have fruitful practice”.